AMO TÊNIS

Davis Cup

  • Crédito: Getty Images Sports

    Principal objetivo da temporada 2020 para Melo e Soares é o torneio olímpico de Tóquio.

Melo e Soares fora da Davis

Duplistas priorizam calendário regular do circuito e preparação para Jogos Olímpicos de Tóquio
Por: Redação, com assessoria - 04/02/2020 11:42:59

O capitão Jaime Oncins divulgou na última segunda-feira (3) a lista dos atletas convocados para o confronto contra a Austrália pelos Qualifiers da Copa Davis. O confronto será disputado nos dias 6 e 7 de março, em Adelaide. Os tenistas chamados foram Thiago Monteiro, João Menezes, Thiago Wild, Marcelo Demoliner e Felipe Meligeni. As ausências mais sentidas ficaram por conta dos experientes duplistas Marcelo Melo e Bruno Soares, que pediram dispensa da Seleção para se prepararem para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

"Agradeço a confiança do capitão Jaime Oncins e da Confederação Brasileira de Tênis, mas o objetivo maior para 2020 é a possível convocação para os Jogos Olímpicos, em que eu gostaria de participar e tentar a inédita medalha olímpica para o tênis brasileiro. Para que isso seja possível, a preparação precisa ser a melhor possível, o que ficaria difícil devido à complicada logística para participar da Davis na Austrália em meio à gira de torneios pela América do Sul e do Norte", explicou Marcelo Melo.

Apesar da ausência de dois de seus principais nomes, o time comandado por Jaime Oncins apresenta nomes que vivem bons momentos. Número 1 do Brasil e 89 da ATP, Thiago Monteiro foi campeão no último domingo do Challenger de Punta Del Este, enquanto João Menezes (188º na ATP) conquistou a medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Lima, ano passado. Marcelo Demoliner, que fechou 2019 em alta, volta à Seleção, e os jovens Thiago Wild e Felipe Meligeni, de 19 e 21 anos, respectivamente, completam a lista.

"Estamos indo para um confronto muito difícil. Independentemente de quem jogar, a Austrália irá com um time bastante forte, mas a nossa equipe também tem pontos fortes. Além do Demoliner, que vem de um bom momento nas duplas, temos o Thiago Monteiro muito confiante, principalmente após o grande jogo que fez contra o Isner no Australian Open. E temos a juventude do João Menezes e do Thiago Wild, e agora com o Felipe trazendo sangue novo. É um grupo que vai ganhar muita experiência neste encontro", avalia Jaime Oncins.

O Brasil se credenciou para esta etapa da Copa Davis depois da vitória sobre Barbados pelo Zonal Americano I, disputado em setembro, em Criciúma (SC). Se vencer a Autrália, o tênis nacional avança para o badalado Madrid Finals, etapa mundial da Copa Davis com as melhores equipes do planeta.

 

 

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade