AMO TÊNIS

Olimpíadas

  • Crédito: U.S. Open.

    Rafael Nadal avalia que daqui sete anos não estará jogando em alto nível.

Nadal sobre Paris 2024: só como técnico

Número um do mundo acredita que será difícil sua participação nas Olimpíadas que terá como sede RG
Por: Redação - 26/09/2017 16:28:48
255 visualizações

O Comitê Olímpico Internacional (COI) confirmou no último dia 13 de setembro que Paris será a sede das Olimpíadas de 2024. Foi oficializado também que o complexo esportivo de Roland Garros vai receber os jogos de tênis. Para o time espanhol seria óbvio a participação de Rafael Nadal, 10 vezes campeão do Aberto da França, participasse da competição.

Entretanto, faltam cerca de sete anos para o início dos Jogos Olímpicos na cidade luz e o touro miúra terá 38 anos. Com isso, o espanhol acredita que seja mais fácil chegar à Paris como treinador do que tenista. “Se falássemos dos [Jogos Olímpicos] de Tóquio em 2020, sim. Mas, em 2024 será na terra batida, mas teria de ir como treinador (risos)”, brincou Nadal, em entrevista ao El Español. “Faltam sete anos e eu terei 38 anos. Jogo tênis há 300 anos, não me parece que continue a jogar até aos 38, muito menos ser competitivo a esse nível”, revelou.

Mesmo assim, o número um do mundo disse que não pode prever o futuro, no entanto, a ida para Tóquio seria mais viável. “É o que prevejo hoje, mas não posso saber o que vai acontecer daqui para a frente. Não sou bruxo. O ano de 2024 está muito longe, gostava de chegar aos Jogos Olímpicos de 2020. Esse seria um grande objetivo”, confessou.

Sobre a carreira como treinador, Rafael Nadal afirmou que é mais fácil passar seus conhecimentos para os meninos da sua academia de jovens atletas do que acompanhar um pupilo durante o circuito mundial profissional. “Não sei se seria um bom treinador ou não. Neste momento, não me questiono sobre isso, mas há muitos jogadores que disseram que nunca seriam treinadores e eles aí estão”, concluiu.

Em Jogos Olímpicos, na categoria simples, Rafael Nadal conquistou a medalha de ouro em Pequim 2008. Nas duplas, o espanhol faturou a medalha dourada na Rio 2016.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade