AMO TÊNIS

ATP Finals

  • Crédito: Julian Finney/Getty Images Sport.

    Alexander Zverev conquistou o seu primeiro título do ATP Finals.
  • Crédito: Julian Finney/Getty Images Sport.

    Alexander Zverev exibe o troféu mais importante da sua carreira.

Alexander Zverev é campeão do ATP Finals

Alemão tem desempenho perfeito, dá o troco em Djokovic e conquista o maior título da carreira
Por: Redação - 18/11/2018 17:38:10

Na partida que encerrou a temporada 2018 do circuito masculino, Alexander Zverev surpreendeu o então invicto Novak Djokovic e conquistou o inédito título do ATP Finals. Neste domingo, na O2 Arena, em Londres, o alemão de 21 anos executou o que é recomendado para derrotar o sérvio, foi eficiente nos seus serviços e nas devoluções e derrotou o número um do mundo, por 2 sets a 0 (6-4 e 6-3), em 1h20.

Diferente do primeiro confronto pela fase de grupos, Alexander Zverev foi mais sólido nas trocas de bolas e deu trabalho para Novak Djokovic, com 65% dos pontos vencidos na devolução de segundo saque. Além disso, Sascha foi efetivo com o seu serviço, venceu 79% dos pontos com o primeiro saque e somou 10 aces na O2 Arena.

Além de devolver o revés na fase de grupos, Alexander Zverev venceu a sua segunda final consecutiva diante de Novak Djokovic, a primeira aconteceu no ano passado no Masters 1000 de Roma. Assim como na Cidade Eterna, quando faturou o seu primeiro título de Masters na carreira, Zverev conquistou de maneira inédita o troféu do ATP Finals.

Com o seu triunfo mais importante da curta carreira como profissional, Alexander Zverev encerra a temporada com quatro troféus. Além do ATP Finals de Londres, o alemão soltou o grito de campeão no Masters 1000 de Madri, no ATP 500 de Washington e no 250 de Munique. Com isso, Sascha Zverev encerra o ano na quarta colocação no ranking mundial e fica apenas com 35 pontos de desvantagem para Roger Federer, atual terceiro colocado.

No lado derrotado, Novak Djokovic amargou a segunda derrota consecutiva em finais, a primeira aconteceu no Masters 1000 de Paris diante de Karen Khachanov. Mesmo assim, o sérvio de 31 anos mostrou recuperação após a cirurgia no cotovelo direito no início do ano, conquistou os Grand Slams de Wimbledon e US Open e os Masters 1000 de Cincinnati e Xangai.

Com esse histórico em 2018, Novak Djokovic encerra a temporada na liderança do ranking mundial, com 1.565 pontos de vantagem em relação ao segundo colocado: Rafael Nadal.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade